An occasionally irregular blog about orthodontics

Campo eletromagnético pulsante reduz a dor de origem ortodôntica

By on November 13, 2017 in Portuguese with 0 Comments
Campo eletromagnético pulsante reduz a dor de origem ortodôntica

A maioria dos ortodontistas e dentistas recomendam analgésicos para reduzir a dor de origem ortodôntica. Infelizmente, os remédios para combater a dor podem ter efeitos colaterais ou mesmo reduzir a taxa de movimentação dentária. O resultado disto é que pesquisadores têm feito pesquisas sobre métodos não farmacológicos de alívio da dor como, por exemplo, vibração e terapia com laser de baixa intensidade. Nesse novo estudo, os pesquisadores fizeram um estudo clínico para avaliar a efetividade do campo eletromagnético pulsante (CEMP) na dor de origem ortodôntica. Tal terapia não invasiva tem sido utilizada para reduzir a dor em tecidos lesionados. Um grupo formado por vários hospitais da Korea fez tal estudo utilizando um pequeno dispositivo de CEMP. O AJO-DO publicou o artigo.

Effectiveness of pulsed electromagnetic field for pain caused by placement of initial orthodontic wire in female orthodontic patients: A preliminary single-blind randomized clinical trial

Jin-Gon Jung et al

Am J Orthod Dentofacial Orthop 2017;152:582-91  Doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.ajodo.2017.04.022

Eles procuraram responder à questão:

“O CEMP reduz a dor de origem ortodôntica após a inserção dos arcos iniciais? ”

O que eles fizeram?

Eles fizeram um estudo randomizado de boca dividida, paralelo com dois braços, cegado para os participantes e com alocação de 1:1. A PICO foi:

Participantes:  33 pacientes do gênero feminino com idades entre 11 e 25 anos de idade, em tratamento com aparelho fixo na arcada superior.

Intervenção:  CEMP por meio de um dispositivo preso com esparadrapos nas bochechas dos participantes gerando um campo eletromagnético de 27,12 MHz. Eu acho que eles o aplicaram 24, 48 e 72 horas após a primeira colagem.

Controle: Dispositivo placebo. O dispositivo não foi ativado.

Desfecho: Dor aferida por meio de uma escala de 1 a 10 (pior dor) num período de 3 dias. Os pesquisadores enviaram um formulário de avaliação para os participantes pelos telefones celulares. Foram feitas seis avaliações num período de 72 horas. Eles coletaram os dados da dor ao repouso e durante a escovação.

Os dispositivos ativos e os placebos foram alocados de forma randomizada para cada lado da boca dos participantes, sendo utilizados por 7 horas durante 3 noites consecutivas. Os pacientes foram cegados para a alocação.

O que eles encontraram?

Foi interessante o relato dos autores de que a dor foi reduzida nas duas situações, ou seja, tanto com os dentes cerrados durante a escovação quanto em repouso nas 24, 48 e 72 horas após a colocação dos arcos iniciais. Eu incluí um gráfico do artigo. Espero que eu não tenha violado os direitos autorais.

O gráfico mostra que, ao longo do tempo, existe uma redução tanto para o grupo placebo quanto para o grupo experimental.

O que eu pensei?

Em primeiro lugar, precisamos considerar que foi um estudo piloto de pequena escala. Na verdade, ele apenas fornece informações preliminares. Dessa forma, precisamos ser cautelosos. Apesar disso, os resultados são interessantes e eles certamente contam para estudos futuros.

Também precisamos nos lembrar que foi um estudo de boca dividida, o que significa que não temos 100% de certeza de que a intervenção de um lado da boca não influenciou a percepção da dor do outro lado. Por exemplo, podemos ver no gráfico que o placebo reduziu o nível de dor. Isto pode ser um efeito placebo ou talvez uma redução verdadeira devido à transição.

Minha outra preocupação é se os meus pacientes usariam um dispositivo colado com esparadrapo no rosto. Parece que os autores pediram aos pacientes para usar o dispositivo por 7 horas na parte da noite. Porém, não ficou claro se era enquanto eles dormiam.

Em resumo, eu achei que foi um estudo piloto interessante. Finalmente, também foi bom ver um produto testado antes de se introduzido no mercado.

Traduzido por Klaus Barretto Lopes

Instrutor de Ortodontia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Professor Visitante da Universidade de Manchester, Inglaterra, Reino Unido

 

 

 

(Visited 52 times, 1 visits today)

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Top

Pin It on Pinterest