An occasionally irregular blog about orthodontics

Oh não! Mais manchas brancas…o que podemos fazer? Um novo estudo…

By on October 30, 2016 in Portuguese with 0 Comments
Oh não! Mais manchas brancas…o que podemos fazer? Um novo estudo…

Oh não! Mais manchas brancas…o que podemos fazer? Um novo estudo…

Todos nós sabemos que as manchas brancas estão entre os efeitos adversos do tratamento ortodôntico. Infelizmente, nós não sabemos muito sobre métodos para se reduzir o tamanho dessas lesões. Esse post é sobre um estudo que vai nos dar mais algumas informações.

Eu já postei sobre esse problema antes. Nesses posts eu concluí que a aplicação de fluoreto exercia um pequeno efeito na redução do tamanho das manchas brancas. Esse novo estudo foi publicado recentemente no European Journal of Orthodontics.

 Changes in white spot lesions following post-orthodontic weekly application of 1.25 per cent fluoride gel over 6 months—a randomized placebo-controlled clinical trial.

Niko Bok et al

European Journal of Orthodontics, 2016, 1–10

doi:10.1093/ejo/cjw060

Um grupo de Giessen, na Alemanha, conduziu esse estudo. Eles publicaram o estudo em duas partes. Eu achei que houve muita repetição entre os dois artigos. Portanto, eu juntei os dois em um único post.

 O que eles fizeram?

Eles fizeram este estudo para descobrir se a aplicação de uma concentração alta de fluoreto reduziria as manchas brancas.

O grupo fez um estudo clínico randomizado controlado, duplo-cego, com um grupo placebo, realizado num único local. A PICO foi:

Participantes: Pacientes com pelo menos uma mancha branca após a remoção do aparelho;

Intervenção: Aplicação por profissional de pasta com fluoreto;

Comparação: Gel placebo;

Desfechos: Tamanho da mancha branca (Parte 1), índice de mancha branca modificado.

A geração da sequência de alocação, o escondimento, o cegamento e o cálculo do tamanho da amostra foram bons.

Operadores treinados aplicaram altas doses de gel de fluoreto (1,25%F) ou placebo nos dentes que foram afetados pelas manchas brancas. Eles fizeram isso com uma, duas, seis, doze e vinte e quatro semanas após a remoção do aparelho.

A cada consulta, eles faziam registros e coletavam uma grande quantidade de dados.

O que eles encontraram?

Eles envolveram 46 pacientes no estudo e os dividiram igualmente entre as duas intervenções. Ao final do estudo eles tiveram 21 pacientes no grupo fluoreto e 18 no grupo placebo.

Não existiu diferença entre os grupos no início do tratamento.

No artigo 1, eles não encontraram diferenças entre os grupos com relação ao tamanho das manchas brancas.

Eles falaram mais sobre o índice de manchas brancas no artigo 2. Eu achei os resultados desse artigo difíceis de se entender, pois eles apresentaram uma grande quantidade de dados de muitas variáveis (índice de manchas brancas, índice de placa, DMFT, fluxo salivar etc). De qualquer forma, eles concluíram que a aplicação de altas doses de fluoreto não tinha efeito em nada do que eles tinham medido.

 O que eu penso?

Eu percebi que esse era um bom estudo. Mesmo assim, eu achei difícil de interpretá-lo, pois ele foi publicado em duas partes. Isso resultou numa grande quantidade de informações duplicadas nos artigos.

Em posts anteriores eu ressaltei que existia um pequeno efeito na aplicação de fluoreto sobre as manchas brancas. Algumas pessoas participaram dessa discussão e mencionaram que os investigadores não tinham olhado para a extensão visível das manchas. Os autores desse artigo retificaram esse problema.

Agora existem alguns estudos sobre esse problema e eu preciso dizer que eu estou desapontado com os resultados deles. Isso porque eu só posso concluir que a aplicação de verniz com flúor não soluciona as manchas brancas.

 

Como resultado, a única recomendação que eu posso dar é que nós precisamos voltar para o básico e tentar prevenir o problema. Isso, é claro, é mais fácil falar do que fazer!

Traduzido por Klaus Barretto Lopes
Professor Visitante da Universidade de Manchester, Inglaterra, Reino Unido
Instrutor de Ortodontia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Top

Pin It on Pinterest

Share This