An occasionally irregular blog about orthodontics

Vamos falar sobre o aparelho Carriere…

By on November 5, 2018 in Portuguese with 1 Comment
Vamos falar sobre o aparelho Carriere…

Uma das novidades na Ortodontia é o aparelho Carriere II para a correção da Classe II. Como ele está tendo muita publicidade, achei que devia dar uma conferida.

Bem-vindos de volta meus amigos para o show que nunca acaba!

O aparelho Carriere é comercializado pela Henry Schein Orthodontics (HSO). A teoria por trás do aparelho é que o mesmo pode ser usado para corrigir os problemas de Classe II na primeira fase do tratamento. Eles chamam isso de “primeiro o sagital”. Essa é uma abordagem parecida com a utilização dos aparelhos funcionais. Assim, isso não é novo. O aparelho é, basicamente, formado por um aparelho seccionado superior e bráquetes colados aos molares inferiores, com diferentes métodos para se aumentar a ancoragem inferior. O desenho nos permite utilizar elásticos de Classe II. Aqui está uma animação do aparelho funcionando. Você pode ver que ele move os segmentos vestibulares superiores para trás, move a mandíbula para frente e aumenta o volume do espaço aéreo. Ele realmente é milagroso!

Estamos muito felizes que vocês puderam comparecer!

Eles alegamem seus websitesque o aparelho produz resultados mais previsíveis e tempos de tratamento mais curtos em “até quatro meses” (já ouvimos coisas como essa antes). É interessante que o website também inclui declarações de Líderes Formadores de Opinião (LFOs) da HSO, como por exemplo:

“corrigimos os problemas sagitais em três meses e completamos todo o tratamento entre 6 e 9 meses”.

Vocês têm que assistir o show, ele é demais!

Eles também têm um manual detalhado escrito pelo inventor, Luis Carriere. Se você quiser dar uma olhada nele, siga o link. Ele afirma que a biomecânica funciona assim:

  • Distalização e rotação dos primeiros molares superiores distalmente;
  • Distalização dos segmentos maxilares;
  • Criação de uma força biomimétrica uniforme para estabelecer um deslocamento dentário univetorial (não tenho a menor ideia do que isso significa!).

Podemos utilizar o aparelho para tratar tanto adultos como crianças.

Vocês têm que ver o show, ele é rock and roll!

Também me deparei com esse videocurto(Ben Burris o postou no Facebook). Ele foi, modestamente, chamado de “como o Primeiro o Sagital mudaram a Ortodontia”. No vídeo, o diretor geral da HSO, três LFOs e o Luis Carriere conversam sobre o aparelho.

Seguem algumas citações:

“Tudo se movimenta todos os dias”.

“Estamos modificando faces com pouco esforço”

“O padrão antigo ao redor do mundo era o Herbst, agora o Carriere é o novo padrão”. Achei que esse foi sem sentido…

“A colocação do aparelho é simples, sem bandas”.

“Desde que começamos a utilizar o aparelho, os pacientes e os auxiliares estão mais felizes”.

“Transformou a minha vida”.

Após assistir isso, fiquei com a impressão que esse aparelho pode fazer qualquer coisa!

O que eu achei?

Achei que o aparelho parece interessante e alguns relatos de caso pareceram bons. Procurei por relatos de casos independentes, série de casos, estudos retrospectivos, cohorts prospectivos e estudos clínicos desse ótimo aparelho novo. Não achei nada.

Porém, não pude deixar de pensar que ele é apenas mais uma forma de aplicar a mecânica de Classe II. Podemos fazer isso com os aparelhos funcionais e/ou elásticos. Também não ficou claro para mim qual seria a diferença entre esse aparelho e, simplesmente, colocar um aparelho seccionado superior. Isso mudaria a minha vida? Eu duvido.

Tentaria isso nos meus pacientes? Acho que sim.  Diria a eles que estaria encurtando o tempo de tratamento e o tornando mais confortável e menos confuso? Não, eu não diria.

Finalmente, quando vejo os vídeos e os anúncios, não sei se rio ou se choro. No que a Ortodontia está se tornando?

Quem adivinhar a música que usei para os subtítulos vai receber uma menção especial no próximo post. Espero que Jay Bowman seja o primeiro.

Traduzido por Klaus Barretto Lopes

Professor Substituto de Ortodontia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

 

 

 

 

 

There is 1 Comment

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Vivenciando a era dos “Magos da Ortodontia”

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Top

Pin It on Pinterest

Share This