November 14, 2016

Outra pesquisa sobre métodos cirúrgicos para acelerar o movimento dentário…Eu não estou convencido..

Outra pesquisa sobre métodos cirúrgicos para acelerar o movimento dentário…Eu não estou convencido..

Outra pesquisa sobre aceleração de movimento dentário

Nos últimos anos, vários pesquisadores têm feito experimentos randomizados sobre métodos de se acelerar a movimentação dentária. No início desse ano, eu deixei passar esse estudo sobre os efeitos da corticotomia e da piezocisão1.

Eu vou discutir isso agora.

Uma das áreas mais interessantes da pesquisa ortodôntica é a tentativa de se fazer a movimentação dentária de uma forma mais rápida. Sem dúvida nenhuma, isso seria um significante avanço no tratamento ortodôntico. Os autores desse estudo fizeram um experimento sobre diferentes métodos de aumento na taxa de movimentação dentária.

screen-shot-2016-11-13-at-12-44-55Evaluation of corticotomy-facilitated orthodontics and piezocision in rapid canine retraction.

Noha Hussein Abbas et al

Am J Orthod Dentofacial Orthop 2016;149:473-80 http://dx.doi.org/10.1016/j.ajodo.2015.09.029

O que eles perguntaram?

Eles investigaram os efeitos da corticotomia e da piezocisão na taxa de retração do canino.

O que eles fizeram?

Participaram desse estudo 20 pacientes com idades entre 15 e 25 anos com maloclusão de Classe II, divisão 1. Eles dividiram, aleatoriamente, os pacientes em dois grupos.

Grupo 1: A corticotomia foi feita, aleatoriamente, em um lado da maxila e do outro lado não houve intervenção.

Grupo 2: A piezocisão foi feita, aleatoriamente, em um lado da arcada e do outro lado não houve intervenção.

A randomização foi feita jogando-se uma moeda. Eles não deram nenhum detalhe sobre ocultação ou cálculo do tamanho da amostra.

Em seguida eles colocaram um fio de aço 0,016 x 0,022 e começaram a retração utilizando molas de níquel-titânio (150g de força de cada lado). Eles viram o paciente de duas em duas semanas para reativar as molas. Nessa consultas eles moldavam os pacientes para medirem a movimentação dentária. Eles escanearam os modelos de estudo utilizando um escâner de mesa e mediram a movimentação dentária utilizando a ruga palatina como um ponto de referência. De verdade, eles não mencionaram como fizeram as medidas e não realizaram uma análise de erro. Eles também obtiveram CBCT2 ao início e ao final da retração para medir a reabsorção radicular. Eu não vou discutir esses achados.

O que eles encontraram?

Eles mostraram que a taxa de inclinação da coroa do canino foi maior nos lados onde foram realizados a piezocisão e a corticotomia.

Eles apresentaram os dados em tabelas que mostraram a quantidade de movimentação dentária a cada duas semanas por dois meses.

Eu achei que os dados das tabelas não estavam claros. Consequentemente, eu calculei a quantidade de movimentação dentária ao longo do período de 12 semanas e coloquei isso nessa tabela:

 

  Corticotomia Piezocision Controle (misturado)
Média total de movimentação dentária (mm) 4,74 4,03 2,5

Ao final do artigo eles concluíram que:

” A corticotomia e a piezocisão são alternativas efetivas de tratamento que diminuíram o tempo requerido para a retração dos caninos”.

Eles também sugeriram que a corticotomia foi 1,5/2 vezes mais rápida que a ortodontia convencional. A piezocisão foi 1,5 vezes mais rápida que a ortodontia convencional.

O que eu penso?

Esse artigo foi similar a outros estudos que têm avaliado os efeitos dessas novas técnicas. Infelizmente, existe uma tendência dos autores medirem o movimento dentário em apenas uma fase do tratamento. Por exemplo, nesse artigo eles mediram a retração dos caninos. Embora isso possa mostrar que as novas técnicas aumentam a movimentação dentária nessa fase, nós devemos ter cuidado para não extrapolarmos esses resultados e sugerir que essas novas técnicas resultarão numa redução do tempo total de tratamento. Eu não li nenhum estudo que segue o tratamento até a sua conclusão.

A outra característica importante do estudo é que os autores fazem afirmações como “1,5 vezes mais rápido”, sem considerar o tamanho do efeito. Vocês verão na minha tabela que a diferença na movimentação dentária entre os grupos tratados e o controle foi de 2,2 mm para a corticotomia e 1,5 mm para a piezocisão durante um período de 12 semanas. Eu não estou convencido que essas diferenças são clinicamente significantes e eu não posso deixar de me perguntar se esse “ganho” adicional vale à pena em vista dos procedimentos traumáticos e invasivos.

Outro ponto importante sobre a metodologia deles foi que eu não encontrei nenhum dado sobre a análise de erro. Isso é essencial em estudos de movimentação dentária, pois estamos medindo distâncias pequenas.

Finalmente, eu gostaria de ressaltar que na introdução do artigo os autores afirmaram que a média da taxa da retração do canino era de 0,5 a 1,0 mm por mês. No entanto, no estudo deles, a taxa de movimentação dentária não foi muito diferente dessa taxa nem para o grupo controle nem para o tratado.

Em resumo, embora esses resultados sejam interessantes, eles não me convenceram de que tais métodos, consideravelmente invasivos, aumentam a taxa de movimentação dentária. Eu teria problemas em consentir que meus pacientes tivessem esse tipo de cirurgia por benefícios limitados. Eu me pergunto como outra pessoas lidam com isso.

 

1tipo de corticotomia menos invasiva que as anteriores, também realizada para acelerar o movimento ortodôntico. (N. do T.)

2Cone-Beam Computed Tomography:Tomografia computadorizada de feixe cônico. (N. do T.)

 

Traduzido por Klaus Barretto Lopes

Professor Visitante da Universidade de Manchester, Inglaterra, Reino Unido

Instrutor de Ortodontia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

 

 

Leave a Reply

Your e-mail address will not be published. Required fields are marked *